top of page
Buscar

Startup prevê que singularidade tecnológica da IA poderá ser alcançada em 7 anos




De acordo com uma startup italiana, a singularidade tecnológica está cada vez mais próxima. Essa teoria sugere que a inteligência artificial pode evoluir a um ponto em que possa atualizar-se tão rapidamente que mude tudo a partir desse ponto, incluindo ultrapassar a mente humana. Há controvérsias, no entanto, sobre os critérios para classificar esse evento.

Um neurocientista afirmou que o cérebro não é computável e isso levanta questões sobre até onde a IA pode nos levar. A linguagem é um dos aspectos mais desafiadores para as máquinas e a empresa Translated, especializada em tradução por IA, acredita que quando a IA alcançar ou ultrapassar a nossa habilidade de comunicação e tradução, chegaremos à singularidade tecnológica conhecida como inteligência artificial geral (IAG).


Como a singularidade tecnológica pode estar mais próxima do que imaginávamos?

De acordo com a análise de dados da empresa, a singularidade pode ser alcançada em apenas 7 anos - uma conclusão que pode parecer apressada, mas baseia-se no critério "Tempo de Edição" (TTE), a média de tempo que os profissionais levam para corrigir as sugestões de tradução feitas pela IA.

Na empresa de tradução Translated, os melhores editores levam apenas um segundo para corrigir cada palavra sugerida pela IA. Em 2015, esses mesmos profissionais levavam 3,5 segundos para a mesma tarefa e, em 2022, já haviam evoluído para 2 segundos. Isso se deve às sugestões cada vez mais precisas feitas pela IA, que exigem cada vez menos correções. A empresa prevê que a IA continuará melhorando na mesma velocidade.


Discordâncias e especialidades A discussão em torno do avanço da inteligência artificial é controversa, pois a análise da Translated se concentra em uma área específica, a tradução de idiomas, e não leva em conta a ampla gama de funções que a IA pode executar, como imagens, textos e outras aplicações industriais.

Além disso, ainda não há um consenso entre os pesquisadores sobre como medir o progresso em direção à IAG, e a medida de tempo de edição utilizada pela Translated é limitada. Alcançar a capacidade humana requer uma compreensão abstrata e interpretativa de contexto, o que não se limita apenas à linguagem e envolve muitas variáveis que são difíceis de serem consideradas por uma máquina. Portanto, embora a medida de tempo de edição seja uma boa indicação, não é suficiente para garantir a singularidade tecnológica em 2030.

Fonte: Translated, Popular Mechanics





12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page